Project Description

Planta baixa

Fachadas

PROJETO ARQUITETÔNICO

O projeto arquitetônico e demais projetos complementares foram elaborados segundo os seguintes requisitos:

  • Priorizar ao máximo a ventilação natural e o conforto térmico, se possível sem a utilização de métodos de ventilação/climatização mecânica;
  • Possibilitar a fácil conversão do edifício em uma unidade residencial unifamiliar (tipo de construção mais comum no entorno);
  • Minimizar o efeito de Ilha de Calor;
  • Promover a infiltração de água no solo em parte do terreno da edificação;
  • Promover o bem-estar dos usuários;
  • Maximizar o aproveitamento da luz natural;
  • Prover acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida.

 

Conceito

O grande desafio deste projeto era criar um edifício eficiente utilizando sistemas construtivos simples, disponíveis na região e de custo acessível à empresa e ao mercado local.

Desta forma buscamos nos conceitos da arquitetura Modernista a inspiração para este projeto. O Espaço LarVerdeLar se utiliza de técnicas de arquitetura brasileira com adaptações ao clima local, fugindo do padrão internacional.

 

Partido

Da arquitetura modernista veio a inspiração para a utilização de diversos elementos essenciais para a concepção do partido arquitetônico. Linhas retilíneas e firmes são o primeiro ponto desta inspiração, que definem a forma sóbria e única do conjunto.

Brises, cobogós e bandejas de iluminação colaboram também neste sentido, reforçando a caraterística retilínea e auxiliando no conforto ambiental do interior da obra. São elementos que trazem um pouco mais de brasilidade, por serem característica pungente do movimento moderno brasileiro na arquitetura.

Na mesma toada, o resgate do terraço-jardim e a implementação do jardim vertical, contrapondo toda essa sobriedade com a beleza e o vigor da vegetação. Por fim, a utilização da tijoleta como revestimento externo parcial, humanizando ainda mais a fachada externa.

 

Tipologia

A tipologia do Espaço LarVerdeLar é peculiar, pois deverá atender a dois possíveis usos. No primeiro momento o edifício abrigará uma empresa de prestação de serviço, porém é imperativo que no futuro ela possa se tornar uma residência unifamiliar.

 

Acessibilidade

Quaisquer edificações que recebem público local devem possuir acesso facilitado para visitantes ou até mesmo funcionários com mobilidade reduzida. Foram criados rampa de acesso na calçada e garagem, banheiro para visitantes e escritório acessível, com um layout que possibilita a livre circulação de uma cadeira de rodas. A sala da gerência, no andar térreo, pode ser convertida em uma suíte.

 

Flexibilidade

Numa cidade de médio porte, o panorama econômico pode mudar muito rapidamente. A fim de aumentar a vida útil do edifício, evitando a geração de impactos ambientais negativos com reformas e adaptações, o projeto foi concebido sendo conversível em uma casa.

Observa-se que o edifício pode se tornar uma casa com 3 suítes, sala, copa, cozinha, área de lazer, garagem, DML e despensa, sem a necessidade de nenhuma reforma espacial. Para satisfazer a possível vontade de um novo proprietário de instalar aparelhos de ar-condicionado, os locais de posição das unidades evaporadoras e condensadoras já foram definidos, incluindo as devidas instalações elétricas.

Estratégias de Sustentabilidade